• BU!

    by  • March 13, 2013 • fork the crisis, imprensa • 0 Comments

    Quando temos um blogue, um site, uma página no facebook, de alguma forma, temos uma barreira que nos separa do mundo real. Tudo o que lançamos é filtrado de acordo com o que queremos mostrar ou vender. Podemos criar personagens, inventar cenários, explorar histórias.

    Ninguém vai saber. Só quem escreveu.

    O caso muda de figura quando nós, que estamos do outro lado do monitor, somos convidados para participar em eventos. A nossa história começa a suscitar interesse por parte de quem nos lê.

    Nesse momento, convém que nenhuma personagem tenha sido criada, que tenhamos sido transparentes. Ou a desilusão vai ser inevitável e tudo o que construímos cairá por terra em menos de um minuto.

    Na semana passada participei em alguns eventos. Na quinta-feira, no Glow Lunch, uma iniciativa criada por Esther Liska, onde pude apresentar o meu projecto e trocar ideias com pessoas muito interessantes, com projectos de várias áreas. Na sexta-feira, estive presente no Hotel Infante de Sagres, a convite da Gbliss, onde pude dar a conhecer as nossas bolachas de manteiga, assim como as areias. Mais uma vez, cruzei-me com várias mulheres que se distinguem pelo empenho que depositam em tudo aquilo que fazem. No sábado, mais uma vez a convite da Gbliss, participei numa das suas visitas turísticas no âmbito do projecto O Porto Reaparecido. A meio da visita, pelo Passeio das Virtudes, os participantes tinham à sua espera bolachinhas de manteiga e café quente!

     Para além de todas as presenças físicas, ainda pude ser lida na revista online Papel, numa entrevista assinada pela Rute.

    A semana foi agitada, mas muito produtiva. Sair de trás do monitor, quebrar algumas pedras da cerca que nos separa, pode ser muito bom.

    Sobretudo, se sempre fomos a mesma pessoa. :)

    NOTA: todas as imagens são propriedade da Gbliss.

     

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *