• De tarde

    by  • October 5, 2013 • receita • 0 Comments

    De tarde faz-me lembrar um poema de Cesário Verde, um teste de português, uma aula de introdução aos estudos literários na faculdade. Para mim, a tarde foi sempre muito maior que a manhã, talvez porque se arrasta, lutando sempre!, até à noite.

    Hoje, de tarde, não houve piquenique, nem burgueses, mas o sol brilhava fincado no céu! Hoje, de tarde, houve bolo que parecia uma aguarela… ;)

    Bolo com framboesas e hortelã

    IMG_0752_low

    Pré-aqueci o forno a 180º. Barrei 2 formas de 20cm de diâmetro com manteiga e forrei o fundo com papel vegetal. Reservei.
    Bati 9 claras em castelo com 12 colheres de sopa de açúcar. Reduzi a velocidade da batedeira e acrescentei as 9 gemas, uma a uma. Depois, 4 colheres de sopa de farinha de trigo misturadas com 1 colher de sobremesa de fermento até envolver. Distribuí pelas 2 formas e levei ao forno durante 15-20 minutos.
    Retirei, esperei 5 minutos e desenformei, deixando arrefecer totalmente sobre uma grade.

    Entretanto, bati 200ml de natas frescas com 2 colheres de sopa de açúcar, até ficarem montadas (em chantili). Barrei uma das partes do bolo com natas, salpiquei com hortelã picada e cobri com o outro bolo. Cobri com natas, 150g de framboesas frescas e folhas de hortelã inteiras.

    Servi com um sorriso! *

    IMG_0753_low

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *